A novela Don Correa (1881) de Gottfried Keller: ficcionalização e mitificação de uma personagem histórica

Autores

  • Maria Manuela Gouveia Delille

Palavras-chave:

História, Ficção, Mito

Resumo

Integrada no ciclo narrativo Das Sinngedicht (1881) do escritor suíço Gottfried Keller, a novela Don Correa traça, de modo romanesco, uma biografia amorosa de Salvador Correia de Sá e Benevides (1602-1681), célebre herói português das Guerras da Restauração do Brasil e da Reconquista de Angola aos Holandeses. Após salientar o ambiente teatral e fantasmagórico em que decorre o primeiro episódio da novela, consubstanciado na paixão funesta do protagonista por uma misteriosa fidalga alentejana e na transformação final do apaixonado amante em cruel justiceiro, a análise incide no enredo amoroso de final feliz entre D. Correia e a escrava africana Zambo, passado no vasto espaço do império colonial português seiscentista. Quanto a este segundo episódio, procura-se pôr em relevo não só a idealização da personagem histórica e o seu significativo envolvimento no mito de Pigmalião e Galateia, mas também a reserva crítica que transparece da elaborada construção ficcional kelleriana em relação ao discurso colonialista dominante na época.

Downloads

Publicado

2016-06-30

Como Citar

Gouveia Delille, M. M. (2016). A novela Don Correa (1881) de Gottfried Keller: ficcionalização e mitificação de uma personagem histórica. Cadernos De Literatura Comparada, (34). Obtido de https://ilc-cadernos.com/index.php/cadernos/article/view/363