'Fizera-se Mulher': Cassandra Rios, Visionária Maldita

  • Amara Moira Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Cassandra Rios, transgeneridade, gênero, identidade, orientação sexual

Resumo

Discute-se, neste ensaio, a maneira como a temática trans foi pioneiramente abordada em duas obras da polêmica escritora Cassandra Rios, o romance de formação Georgette (1956) e o policial Uma mulher diferente (1965). A forma como a narradora se posiciona em relação ao gênero das personagens trans será um dos aspectos centrais aqui trabalhados, assim como as inter-relações entre identidade de gênero e orientação sexual na construção das narrativas.

Publicado
2021-02-15
Como Citar
Moira, A. (2021). ’Fizera-se Mulher’: Cassandra Rios, Visionária Maldita. Cadernos De Literatura Comparada, (43), 11-19. Obtido de https://ilc-cadernos.com/index.php/cadernos/article/view/695