Visões de Lisboa em dissonância: dinâmicas do poder no espaço urbano e escritas em trânsito

  • Luca Fazzini Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Estudos pós-coloniais, Literatura contemporânea, Literatura Afro-Portuguesa

Resumo

O presente artigo propõe uma reflexão em torno das escritas produzidas na Europa e, em particular, em Portugal por sujeitos em trânsito, migrantes contemporâneos, evidenciando as dissonâncias presentes nesses textos em relação ao imaginário coletivo hegemônico, e suas possíveis contribuições. Tendo como objeto de análise as dinâmicas urbanas e a ação do poder público na cidade de Lisboa, assim como a representação do espaço lisboeta por experiências literárias contemporâneas – dentro das quais destaca-se o romance Luanda, Lisboa, Paraíso (2018), de Djaimilia Pereira de Almeida – esse artigo evidencia a articulação entre o desenvolvimento do capitalismo na contemporaneidade e as persistências coloniais no cotidiano urbano da cidade de Lisboa.

Publicado
2021-02-16
Como Citar
Fazzini, L. (2021). Visões de Lisboa em dissonância: dinâmicas do poder no espaço urbano e escritas em trânsito. Cadernos De Literatura Comparada, (43), 155-174. Obtido de https://ilc-cadernos.com/index.php/cadernos/article/view/704