'The Prisoners, Mothers Behind Bars' by Isabel Nery: Portuguese Literary Journalism at Its best

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21747/2183-2242/cad44a2

Palavras-chave:

Jornalismo Literário Português, Isabel Nery, Maternidade, Prisão

Resumo

A “história de interesse humano como parábola social” (Kerrane 1997: 17) é a pedra angular do livro de Isabel Nery, As Prisioneiras, Mães atrás das Grades (2012). É uma homenagem a pessoas comuns com vidas extraordinárias, uma característica relevante do jornalismo literário (Sims 1995: 3). Durante meses, Nery sentou-se, observou, ouviu e conversou com as mães presas de duas prisões em Portugal, Tires e Santa Cruz do Bispo, e em Rhode Island nos Estados Unidos. A autora conta as suas histórias e dá voz aos seus pensamentos e sentimentos na tentativa de desvendar e resgatar a dignidade da vida humana. O relato de imersão e um ponto de vista crítico resultam num testemunho impactante da dura realidade da maternidade e da infância na prisão e na experiência de liberdade restrita onde a ausência de sol, alegria e cuidado são profundamente sentidas. Nery é uma jornalista literária que revela o estado emocional da natureza humana feminina atrás das grades, onde sobrevivência, (re)adaptação e culpa andam de mãos dadas com o desespero da falta de preocupação humana por parte do outro.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Amorim, R., & Baltazar, R. (2021). ’The Prisoners, Mothers Behind Bars’ by Isabel Nery: Portuguese Literary Journalism at Its best. Cadernos De Literatura Comparada, (44), 37–49. https://doi.org/10.21747/2183-2242/cad44a2