Horizontes Comerciais, Políticos e Literários na Imprensa de Floriano Entre os Anos de 1902 e 1921

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21747/2183-2242/cad44a11

Palavras-chave:

Periodismo, Vida literária, Floriano, Política e comércio

Resumo

Os primeiros vinte anos do século XX foram de grande transformação à cidade de Floriano, considerada, na época, um dos polos ativos do comércio importador-exportador do estado do Piauí, no hinterland do Brasil. Nesse recorte histórico o periodismo jornalístico e literário surgiu e testemunhou as mudanças de hábito de sua sociedade, que assistia à chegada dos ares modernos. Favoráveis a essa transformação, as conjunturas comercial e política operadas pelo Partido Republicano, sobremodo entre os anos de 1916 e 1924, foram responsáveis por formar no município um dos significativos circuitos literários do estado e, consequentemente, se vivenciasse em redações de jornais e agremiações literárias eventualidades culturais, bem como aparelhos de sociabilidade como teatro, cinema e clubes – índices de uma vida literária relativamente ativa. Este artigo analisa essas mudanças e suas resistências, partindo do ano de 1902, quando é fundado o primeiro periódico na cidade, ao ano de 1921, fim da primeira fase do jornal mais importante do período, O Popular.

Downloads

Publicado

2021-06-30

Como Citar

Branco Ciarlini, D. C. (2021). Horizontes Comerciais, Políticos e Literários na Imprensa de Floriano Entre os Anos de 1902 e 1921. Cadernos De Literatura Comparada, (44), 191–207. https://doi.org/10.21747/2183-2242/cad44a11