[1]
C. Edfeldt e A. G. Couto, «Ficção de "slash" na internet como espaço heterotópico e de resistência "queer"», ILC Cadernos, n. 39, pp. 183-199, Jan. 2019.